quinta-feira, 3 de julho de 2014

CRÓNICA: Benavente: Largada de Toiros: (26/06/2014)

Quinta-feira, 18:00 horas, do dia 26 de Junho
Dia e hora marcados para dar início a mais uma “Festa da Amizade” em Benavente. Estavam anunciados toiros da célebre Ganadaria conterrânea "José Dias" para todo o certame de largadas, com exceção do Dia da Ressaca (Domingo), em que cabia à Sociedade Agrícola "Santo Toiro" a tarefa de trazer os seus exemplares ao recinto da picaria. 
Em varandas engalanadas, o povo esperava ansiosamente para “deitar olho” ao primeiro toiro da feira. Saiu à rua um exemplar de ferro “João Ramalho” que não surpreendeu, andou num trote leve e procurando sempre defender-se, não evidenciando sinais de bravura. Embora fosse um toiro que pouco transmitisse, verdade seja dita que também não houve quem se atreve-se a “brincar” com ele. 
O segundo da tarde é um daqueles toiros que tenho dificuldades em caracterizar, um toiro a estrear com ferro "Irmãos Dias", lidado na castiça feira da Ascensão na Chamusca. Este toiro compensou o desgosto que a Seleção de futebol nos deu instantes antes. Saiu à rua, e como se de uma montra de bravura se tratasse, obrigando a comissão a ir buscar as marretas para reforçar tronqueiras, encheu o recinto, mostrou respeito e provocou gritos de pânico na Avenida Dr. Manuel Lopes de Almeida. Este “salgado” não parou desde que saiu à rua, bateu, investiu e correu, tivesse ele mais força e maiores seriam os estragos provocados. 
Neste primeiro dia, no geral, a Largada teve nota positiva, dando especial destaque ao toiro "Irmãos Dias" (nº 213) que, ao contrário do primeiro toiro, nos arregalou os olhos e a alma.

Texto por: Sérgio Carrilho






Sem comentários:

Enviar um comentário